Ao continuar a sua navegação, aceita a utilização de cookies ou das tecnologias semelhantes que usamos, incluindo parceiros terceiros, para uma melhor navegação neste site, a divulgação de publicidade direcionada e conteúdos relevantes ao seu centro de interesses, bem como análises de utilização do site. Para continuar a melhorar a proteção dos seus dados pessoais, atualizamos a nossa política de privacidade Ver mais

Um actor responsável

grosfillex_une_production_responsable.jp

Responsável desde sempre, o grupo Grosfillex soube colocar o seu espírito pioneiro ao serviço do desenvolvimento sustentável, na sua matéria e nos seus processos de transformação.

Do lado da matéria, o cádmio foi suprimido das formulações a partir de 1996, e o chumbo foi substituído por cálcio-zinco a partir de 2003, iniciativa aprovada pelo CSTB no mesmo ano.

Hoje em dia, todas as matérias-primas utilizadas estão em conformidade com as exigências Reach, garantindo produtos sem perigo para o utilizador e 100% recicláveis.Voltada para o futuro e líder, a Grosfillex está à cabeça do grupo de investigação SYRIMAP (ignifugação eco-compatível), projeto subvencionado num total de 4 milhões de euros de investimento.

Em todos os pontos de produção em França, a iluminação foi substituída por LED e, no que diz respeito ao processamento, todo o equipamento de frio dos equipamentos industriais será produzido, até final de 2019, pelas instalações de última geração sem GEE (Gaz de Efeito Estufa) e energeticamente eficientes.

Além disso, em parceria com a EDF (Eletricidade de França), o grupo prossegue um PDE – Plano de Desempenho Energético – que lhe permite realizar ações de redução do consumo de energia (variações de velocidade, otimização do uso de ar comprimido, maximização da recuperação de calorias geradas pelo processo que são utilizadas para aquecimento das instalações industriais…).

A Grosfillex reduziu ao máximo o consumo de água graças a circuitos de arrefecimento fechados e específicos a cada utilização e não gera resíduos de produção devido a instalações internas de triagem, reciclagem e regeneração que permitem a reutilização de matérias-primas. Todos os outros resíduos da empresa são igualmente submetidos a triagem para avaliação.

Outras iniciativas, como o transporte coletivo dos empregados e de boleias organizadas ou a criação de depósitos satélite em países europeus onde são feitas entregas regulares, contribuem também para a redução da pegada ambiental.